Ligados pela saúde
WhatsApp Icon

Fale connosco
por WhatsApp

939670069

Qual a diferença entre gripes e constipações?

Ambas de origem viral, a transmissão da gripe e da constipação é causada por vírus distintos, o que significa que os sintomas que cada uma destas doenças manifesta e a forma como devemos atuar quando surgem é, também, diferente.

Gripe

1. A gripe é uma doença aguda viral que afeta especialmente as vias respiratórias.

2. A transmissão do vírus da gripe é feita através de espirros ou de tosse, em que a pessoa infetada expele partículas. A transmissão também pode ocorrer por contacto direto (como, por exemplo, as mãos tocarem em objetos que tenham ficado contaminados com as secreções de alguém infetado).

3. A melhor arma de prevenção contra a gripe é a vacinação, que deve ser anual, durante os meses de outono/ inverno e, de preferência, em outubro/ novembro – já que o pico da atividade gripal ocorre entre novembro e fevereiro. Segundo o Portal de Saúde, as pessoas que devem ser vacinadas contra a gripe são as que têm um risco superior de ter complicações associadas à doença:

  • Idade igual ou superior a 65 anos
  • Quem sofre de doenças crónicas dos pulmões, coração, fígado ou rins (excepto bebés com menos de seis meses)
  • Diabéticos
  • Outras patologias que diminuam a resistência às infecções

4. Pessoas que tiveram uma reação alérgica grave a uma dose da vacina da gripe não devem voltar a tomá-la. A vacina contra a gripe também não deve ser tomada por pessoas com alergia severa ao ovo.

5. O contágio é evitado através do uso de máscara, isolamento, lavagem frequente das mãos com água e sabão (utilize toalhetes se não puder lavar as mãos). Quando tossir ou espirrar, utilize um lenço de papel ou o antebraço para tapar a zona da boca (não use as mãos).

6. Entre os sintomas mais comuns associados à gripe incluem-se mal-estar repentino, dores de cabeça, musculares/ articulares, febre alta e, em alguns casos, olhos inflamados.

7. Para aliviar as queixas recomenda-se o repouso em casa, a toma de paracetamol para baixar a febre, o uso de soro fisiológico para diminuir a congestão nasal e beber muitos líquidos (água, sumos, infusões/ chá) ao longo do dia. Na persistência dos sintomas de gripe deve recorrer-se ao médico assistente.

Constipação

1. Trata-se de uma infeção das vias respiratórias superiores provocada por um vírus e, geralmente, é ligeira.

2. A transmissão ocorre, habitualmente, de indivíduo para indivíduo, através do contacto com as secreções respiratórias da pessoa infetada. Para que isso aconteça, basta que esta tussa, espirre ou, até, fale muito perto de alguém. O contacto direto com essas gotículas (através das mãos, por exemplo) também é uma forma de transmissão.

3. Para prevenir o contágio deve lavar frequentemente as mãos, tossir ou espirrar para um lenço de papel ou para o antebraço.

4. As queixas mais comuns, que surgem de forma gradual, são:

  • Congestão e corrimento nasal intenso
  • Comichão e vermelhidão no nariz
  • Diminuição ou perda do olfacto e do paladar
  • Espirros
  • Olhos lacrimejantes
  • Dor de cabeça e/ou de garganta
  • Eventualmente, febre baixa

5. Os sintomas tendem a atenuar-se com repouso, ingestão de líquidos (água, sumos, infusões/ chá), a não exposição ao frio e a ambientes com fumo (e não fumar!); utilização de soro fisiológico para aliviar a obstrução nasal.

6. A toma de paracetamol ajuda a aliviar as dores e/ou a baixar a febre.