Ligados pela saúde
WhatsApp Icon

Fale connosco
por WhatsApp

939670069

Como diminuir os sintomas de astenia típica da primavera? Cuidado especial isolamento COVID-19

A astenia da primavera é uma síndrome que ocorre devido a um conjunto de fatores, sendo o ponto de partida a mudança da hora que acontece geralmente no final de março. Apesar de ser apenas uma hora de diferença, o corpo precisa de se adaptar a uma rotina que lida agora com mais horas de sol. É normalmente nesse período, antes da adaptação total, que o corpo se sente mais vulnerável e sujeito a sintomas como:  falta de energia e de apetite, dificuldades de memória, irritabilidade, diminuição da libido, fadiga, fraqueza e desconforto geral.

Este evento, associado às consequências de um isolamento preventivo que se vive atualmente, torna-se necessário redobrar a atenção para os sintomas e encontrar soluções para amenizar os efeitos negativos na saúde e bem-estar.

O stress, a ansiedade ou os estados depressivos prevalentes em momentos de incerteza conduzem a estados asténicos que por sua vez agravam a patologia preexistente. Torna-se uma bola de neve.

Como reduzir os efeitos?

A astenia é uma situação difícil de prevenir, mas existem formas de minimizar os sintomas associados.

Cuidados com a Alimentação: é preponderante no reforço do sistema imunitário e no controlo dos sintomas de astenia. Opte pelos seguintes alimento na sua rotina diária:

LARANJA, LIMÃO E KIWI

São fontes alimentares de vitamina C, que têm propriedades antioxidantes, ou seja, evitam a oxidação das células do sistema imunitário. Ao consumi-los, impede a morte das células e permite que o organismo esteja mais preparado quando for exposto aos agentes agressores

COGUMELOS

Os cogumelos são ricos em antioxidantes e selénio. Quando os níveis de selénio no organismo estão baixos, ficamos mais suscetíveis a gripes e constipações. Para além disso, os cogumelos também são ricos em vitaminas do complexo B, nomeadamente a niacina (B3) e riboflavina (B2) que fortalecem o sistema imunitário

SEMENTES DE ABÓBORA

As sementes de abóbora possuem zinco na sua constituição. O zinco é um mineral que atua e regula a função das células do sistema imunitário.

AMÊNDOAS

As amêndoas são ricas em vitamina E e B3 (niacina). Estas duas vitaminas juntas fortalecem o sistema imunitário e ajudam a combater o stress.

IOGURTE

Contem bactérias que agem sobre mediadores da resposta inflamatória no organismo, ajudando a combater doenças inflamatórias do intestino.

ALHO

Contém na sua constituição bioquímica substâncias que estimulam a atividade celular do sistema imunitário.

ESPINAFRES

Possuem folato, que participa na produção de novas células e na reparação do ADN. São ainda uma boa fonte de fibras, antioxidantes e vitamina C.

BATATA DOCE

Possui Beta-Caroteno e vitamina A. A sua atividade antioxidante pode estar ligada ao combate do envelhecimento e à redução do aparecimento de alguns tipos de neoplasia.

BANANA

Alimento energético e rico em triptofano, aminoácido importante na regulação do humor.

Pratique Exercício físico: vai complementar o trabalho feito pela alimentação, uma vez que aumenta a produção de endorfinas (neurotransmissores produzidos pelo cérebro) que promovem a sensação de bem-estar. Corridas, andar de bicicleta em locais seguros e isolados e fazer exercícios em casa pode ser uma opção

Repouso: A fechar este trio de receitas para diminuir a astenia está o repouso, fundamental para ajudar o corpo a restabelecer energias. É importante gerir o stress, planeando bem as tarefas do dia a dia, não descurando as horas de sono que, idealmente, deve ser de sete ou oito horas.

Além de se sentir com maior vitalidade, energia e boa disposição,o sistema imunitário também sai beneficiado.